16 julho 2007

Fio de Prumo



As novas oportunidades um programa inteligente. Esta semana, em vez de dizer mal de tudo em geral, e do governo em particular, H. S. C. diz bem, muito bem, de um programa intitulado "As novas oportunidades".

Com Helena Sacadura Cabral
3ª- 8.35/ 10.20/ 20.50
5ªf- 18.50
Sábado- 12.10/ Domingo- 20.15

6 Comments:

Anonymous Ana Louro said...

Mas a Helena diz muito bem, MAL... sempre quero ver como se sai a dizer bem.
Vou ouvir, como sempre

16 julho, 2007 18:11  
Anonymous Anónimo said...

Gostei do que ouvi. Vou informar-me melhor porque sempre considerei que a escola não era a única via de aprendizagem. E que, tirando disciplinas básicas, cujo conhecimento deverá ser obrigatório, cada um deverá ter a liberdade de optar por aquelas que considerar mais adequadas aos seus interesses. Ou seja não há um único caminho igual para todos. Há vários. E este programa parece ir nesse sentido!
Apenas uma observação:hoje tive dificuldade em encontrar o Fio de Prumo no blog, porque já tem muitas rubrics por cima. Estive quase a desistir de escrever.

17 julho, 2007 15:47  
Anonymous Joao Mayer said...

Gostei do que ouvi. E aprendi algo sobre um assunto que desconhecia. Vou estar atento!

17 julho, 2007 16:32  
Anonymous Joana Forjaz said...

Estou de acordo. Hoje foi difícil encontrar a Helena.
Já tinha ouvido falar das Novas Oportunidades, mas acho que o Ministério da Educação devia insistir em campnhas na rádio e nos jornais a explicar o projecto.
Belo dueto o vosso. Gosto de vos ouvir. Parabéns!

17 julho, 2007 17:52  
Anonymous J. Lima said...

De facto o problema principal dos portugueses é a educação. Mais, mesmo, do que o da instrução. Entre nós faz-se coincidir uma com a outra. Há muitas formas de se ser instruído. O difícil é ser educado!
E quando falo de educação não me refiro apenas a boas maneiras. Refiro-me a algo mais profundo, que vem do desejo de sermos melhores.

18 julho, 2007 23:43  
Anonymous Pedro Gois said...

Conheço o programa que tem, de facto, virtualidades. A eficácia dependerá, contudo, do modo como for publicitado e aplicado. Aqui é que está o busilis da questão.
Mas foi muito oportuno falar do assunto e da distinção necessária entre instrução e educação!

20 julho, 2007 16:39  

Enviar um comentário

<< Home